Ilha de Páscoa deve continuar fechada aos turistas. 67% da população votou contra reabertura

Há apenas uma ligação aérea entre Santiago do Chile e a ilha da Páscoa, mas desde o início da pandemia, em Março de 2020, que não foi feita qualquer viagem.

A Ilha de Páscoa deve continuar fechada aos turistas, já que 67% da população votou contra a abertura da ilha, num referendo realizado este domingo. Famosa pelos recifes e as grandes estátuas moai, a ilha, na Polinésia, vive do turismo, mas por causa da Covid 19, está fechada desde março do ano passado.

Apesar de o resultado da votação não ser vinculativo, o povo rapa nui parece não estar com vontade de voltar a receber turistas.

A música rapa nui, as estátuas esculpidas em pedra, o ambiente descontraído e paradísiaco fazem da ilha da Páscoa um dos principais destinos turísticos. Mas com a ilha fechada desde março do ano passado, as receitas caíram a tal ponto que o povo rapa nui tem apenas o suficiente para sobreviver.

O isolamento é quebrado apenas por aviões que abastecem a ilha.E assim deve continuar. Os 10 mil habitantes da ilha da Páscoa foram chamados a responder à pergunta: Quer a reabertura da ilha em Janeiro? 67% respondeu que não.

O resultado não é vinculativo, até porque votaram apenas 972 pessoas, menos de 20% dos eleitores.

A decisão cabe às autoridades de saúde, que não revelaram se vão levar em conta o resultado da consulta popular.

Desde setembro do ano passado que não há casos de Covid na ilha. No total, foram registados apenas 8 casos, que não precisaram de tratamento hospitalar, nem houve qualquer morte, por causa da Covid-19.

Mais de 73% da população está vacinada, mas o único centro médico na capital, Hanga Roa, não tem ventiladores nem cuidados intensivos.

A ilha da Páscoa recebeu há um mês, uma ambulância para tratar doentes em risco pela Covid-19, mas os habitantes não parecem querer arriscar.

Um dos votantes explicou à France Press que a ilha pode viver sem abrir aos turistas. É preciso apenas reinventar e lembrar como os pais e avós sobreviveram isolados do mundo.

Há apenas uma ligação aérea entre Santiago do Chile e a ilha da Páscoa, mas desde o início da pandemia, em Março de 2020, que não foi feita qualquer viagem.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de