Índia perde contacto com sonda durante aterragem na Lua

A Chandrayaan-2 ficou incontactável a 2,1 quilómetros do solo lunar.

Terminou em desilusão a tentativa da Índia de colocar um "rover" no pólo sul da Lua. A nave, batizada de Vikram, teve um comportamento "normal" até aos últimos segundos da viagem. Quando estava prestes a alunar, as comunicações com a estação de controlo perderam-se.

"A descida da nave correu normalmente até à altitude de 2,1 quilómetros. Depois a comunicação com a estação perdeu-se. Estamos a analisar os dados", anunciou K Sivan, presidente da Organização Indiana de Pesquisa Espacial.

Na estação de controlo, localizada em Bangalore, esteve presidente o primeiro-ministro da Índia.

"Há altos e baixos na vida. Nós estamos orgulhosos (...)", afirmou Narendra Modi, perante os cientistas.

Mais tarde, num tweet, o líder do Governo indiano explicou que os cientistas "deram o seu melhor", deixando o país orgulhoso. "Estes são momentos para sermos corajosos e corajosos seremos", escreveu Modi.

"Continuamos esperançosos e continuaremos trabalhando duro em nosso programa espacial", garantiu.

A primeira missão da Índia à Lua foi realizada em 2008 e, entre 2013 e 2014, o país colocou um satélite em órbita ao redor de Marte, tendo esta sido a sua primeira missão interplanetária.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de