Carregaram os filhos por três países para fugir da fome e da pobreza

À medida que a crise política, económica e humanitária se agrava na Venezuela cada vez mais mulheres em situação de vulnerabilidade extrema fogem do país e, a reboque, levam as suas crianças.

O país, dominado por Nicolás Maduro está em clima de violência extrema e completamente dependente de ajuda humanitária desde 2015 e, foi a partir daí que muitas mulheres para poderem alimentar as suas famílias foram obrigadas a submeter-se a coisas que jamais imaginaram ter de fazer.

A realidade de muitas mulheres venezuelanas é esta, a de quando já mais nada lhes resta, literalmente passo a passo, enfrentarem longas caminhadas e atravessarem lagos com a água a bater-lhes na cintura para conseguirem chegar ao Peru. Abandonam a Venezuela com os filhos, uns no ventre e outros nos braços para lhes assegurarem um futuro.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de