Centeno entre os quatro nomes para o FMI discutidos na reunião de G7

Na reunião de ministros do G7 foram discutidos quatro nomes, incluindo o do ministro das Finanças português, Mário Centeno, que atualmente preside ao Eurogrupo.

Os países europeus procuram uma candidatura "de consenso" para substituir Christine Lagarde como diretora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), explicou esta quinta-feira o ministro das Finanças francês, afirmando esperar que isso aconteça até ao fim do mês.

A agência Efe noticia que Bruno Le Maire, questionado em conferência de imprensa sobre se tinha sido discutida na reunião de ministros das Finanças do G7, que decorreu em França, a possibilidade de o cargo ser ocupado pela ministra da Economia espanhola, Nadia Calviño, disse que não ia citar nomes.

Na quarta-feira, The Wall Street Journal indicou, citando fontes europeias, que na reunião de ministros do G7 foram discutidos quatro nomes, incluindo o do ministro das Finanças português, Mário Centeno, que atualmente preside ao Eurogrupo.

Nadia Calviño, o governador do banco central da Finlândia, Ollin Rehn, e o ex-ministro das Finanças holandês Jeroen Dijsselbloem, que também presidiu ao Eurogrupo, foram os outros nomes avançados pelo jornal.

O ministro francês disse que há acordo sobre o processo de seleção, que consiste em procurar "uma candidatura europeia de consenso, que seja sólida, credível e que permita à Europa continuar a liderar o FMI".

Le Maire acrescentou que o objetivo é conseguir alcançar um compromisso "até finais de julho".

Lagarde deixa a liderança do FMI a partir de 12 de setembro para presidir ao Banco Central Europeu (BCE), substituindo Mario Draghi, que termina o seu mandato no dia 31 de outubro.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de