Chuvas torrenciais matam duas pessoas em Espanha

Os quase 300 litros de chuva que caíram por metro quadrado nas últimas 24 horas provocaram o transbordo de rios, despejos e muita destruição.

As chuvas torrenciais que têm afetado Espanha desde o início da semana provocaram, esta quinta-feira, dois mortos em Caudete, um município na província de Albacete com cerca de dez mil habitantes. As duas vítimas mortais estavam num carro que foi arrastado por uma torrente de água.

"Confirma-se a morte de duas pessoas, um casal de 70 anos, no interior de um carro que capotou depois de ter sido arrastado pela água na estrada para a Fuente la Higuera, em Caudete", pode ler-se no comunicado publicado no Twitter pelo serviço de emergências da região.

A DANA - acrónimo espanhol para Depressão Isolada de Nível Elevado - tem causado o transbordo de rios, despejos e destruição nas cidades de Valência, Múrcia e Castela-La Mancha. As inundações provocadas pelo rio Clariano em Onteniente, Valência, obrigaram ao resgate de pelo menos 40 pessoas. Cerca de 150 foram retiradas das suas casas.

Só nas últimas 24 horas, segundo a meteorologia espanhola, caíram quase 300 litros de chuva por metro quadrado na região de Vall d'Álbaida, na comunidade valenciana. Mais de 300 mil estudantes ficaram sem aulas, após dezenas de estabelecimentos de ensino terem sido obrigados a fechar portas, devido à chuva e vento.

Rajadas de vento com mais de 100 quilómetros por hora formaram um pequeno tornado, na cidade de Dénia, Alicante, que causou vários danos materiais, em particular num centro desportivo, embora sem provocar feridos.

Os serviços de meteorologia preveem ondas de três metros nas ilhas de Ibiza e Formentera, no mar Mediterrâneo.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de