Depois do calor, chuva torrencial. Cheias deixam rasto de destruição em Espanha

Pelo menos uma pessoa morreu, vítima das inundações que estão a afetar várias localidades espanholas desde segunda-feira.

Dias depois de passar por uma onda de calor, em três horas choveu o triplo do que é habitual em todo o mês de julho em Navarra, no norte de Espanha.

As chuvas torrenciais desta segunda-feira provocaram inundações em várias localidades e pelo menos uma pessoa morreu, depois de o carro em que seguia ter sido arrastado pela força das águas.

Houve observatórios meteorológicos que registaram mais de 150 litros de chuva por metro quadrado, quando a média para todo o mês de julho é de entre 30 a 50 litros, e o rio Cidaco transbordou, passando de 11 centímetros de altura para 3,71 metros no espaço de horas.

As cidades de Teba, Antequera, Almargen, Carratraca, Casarabonela, Fuente de Piedra, Humilladero e Sierra de Yeguas foram as mais atingidas pelas cheias, com estradas, casas e carros destruídos.

A Agência Estatal de Meteorologia colocou em aviso vermelho a região de Málaga até domingo. As províncias de Sevilla e Cádiz estão sob aviso laranja.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de