Extrema-direita em Itália. Míssil descoberto durante operação policial

Bandeiras nazis e outras armas sofisticadas foram apreendidas. Três pessoas foram detidas pela unidade antiterrorista.

Uma operação da unidade antiterrorismo da polícia italiana permitiu a apreensão de um míssil durante várias buscas a grupos de extrema-direita. Pelo menos três pessoas foram detidas na zona de Turim, no norte do país.

De acordo com as autoridades, citadas pela BBC, a operação resultou de uma investigação sobre a ajuda dos grupos de extrema-direita italianos às forças separatistas russas presentes no leste da Ucrânia.

Segundo a polícia, o míssil de médio alcance é de fabrico francês e é idêntico aos usados pelo exército do Qatar. Durante os raides, foram descobertas outras armas sofisticadas e ainda bandeiras com o símbolo nazi.

A BBC lembra que a 3 de julho, um tribunal de Génova condenou três homens por lutarem ao lado dos separatistas russos, na zona leste da Ucrânia. Desde 2014, o conflito já provocou a morte a mais de 10 mil pessoas.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de