Greta Thunberg cruza o Atlântico rumo aos EUA em iate ecológico

A ambientalista sueca Greta Thunberg está a caminho dos Estados Unidos para participar na Cimeira do Clima.

A Cimeira do Clima da ONU decorre entre 21 e 23 de setembro e o meio de transporte escolhido para transportar a jovem ativista, em alternativa ao avião, é um iate ecológico... ainda que não totalmente.

A viagem, ainda que longa, não serve apenas para poupar o ambiente o mais possível, mas também para consciencializar as pessoas de que há alternativas ao avião. A pequena embarcação que leva a jovem sueca até aos Estados Unidos está equipada com recurso a fontes renováveis, através de turbinas eólicas e painéis solares.

No Twitter, a jovem partilhou uma fotografia do seu segundo dia em viagem, em que relata um pouco da experiência. "Foi uma noite muito acidentada, mas eu dormi surpreendentemente bem", escreveu.

A bordo do Malizia II, a ativista, o pai Svante, o príncipe Pierre Casiraghi, que está ao leme do iate, Herrmann e uma equipa de documentaristas dormem no chão apenas com um saco de cama, cozinham num fogão portátil de campismo e fazem a higiene pessoal num balde.

A embarcação tem cerca de 18 metros e, apesar de o processo de construção ter sido feito com o menor impacto ambiental possível e de os materiais serem reciclados ao máximo, a viagem não será 100% ecológica, conclui a Sky News . O iate tem um motor, que foi selado para que só as velas levem Greta e a tripulação rumo à América.

A viagem com início a 14 de agosto durará cerca de duas semanas.

Greta é muitas vezes criticada e até descredibilizada ao enfrentar parlamentos e políticos que a acusam de infantilização da política.

Desde 2015 que a jovem sueca, de apenas 16 anos, se recusa a viajar de avião devido à quantidade de emissões de dióxido de carbono que emite.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de