Instaurada comissão de inquérito para apurar mortes em comício da Frelimo

Comício da Frelimo no Estádio 25 de Junho, em Nampula, acabou com dez mortos e 85 feridos devido a confusão entre a multidão.

O comandante da polícia de Nampula foi demitido e foi instaurada uma comissão de inquérito para apurar responsabilidades no acidente que esta quarta-feira provocou 10 mortos. Quatro homens e seis mulheres morreram o meio de uma multidão que saiu de forma desordenada de um comício eleitoral da Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo).

Enquanto candidato à reeleição para a presidência de Moçambique, Filipe Nyusi interveio no comício e terá sido a sua saída do recinto que motivou a comoção, conta à TSF Francisco Mandlate, representante do Grupo SOICO, Sociedade Independente de Comunicação.

"O estádio estava praticamente lotado" e logo que Filipe Nyusi saiu muitas pessoas tentaram segui-lo ou abandonar do recinto. "Houve ali uma agitação qualquer que fez com que as pessoas caíssem, fossem pisadas e algumas acabaram asfixiadas."

O Estádio 25 de Junho tem três saídas, mas "foi por onde o Presidente saiu que toda a gente foi, na expectativa de o ver de perto" e a confusão instalou-se, explica.

Há ainda a registar 85 feridos, oito dos quais permanecem hospitalizados. O número de mortos difere da informação recebida inicialmente, no Hospital de Nampula, pelo grupo coordenador das ações de campanha e que apontava para a entrada de 16 pessoas sem vida.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de