Migrantes do Ocean Viking vão desembarcar em Malta. Portugal é um dos países de acolhimento

Países europeus chegaram a acordo sobre o destino dos 365 migrantes que viajavam no navio humanitário.

O ministro francês do Interior, Christophe Castaner, anunciou esta manhã que os 365 migrantes que estão a bordo do navio humanitário Ocean Viking vão poder desembarcar em Malta.

A SOS Méditerranée confirmou à TSF que o navio vai aceitar a decisão da União Europeia e desembarcar num porto de Malta.

"Recebemos a autorização, e, depois de 14 dias neste impasse, as 356 pessoas resgatadas vão finalmente desembarcar, vão ser transferidas para navios da marinha e só depois vão desembarcar em Malta", refere Isabella Trombeta, da organização.

"Este é um acordo entre seis países da União Europeia para receber os migrantes ", explica a representante da ONG.

Para Isabella Trombeta, e sobretudo para os migrantes a bordo do Ocean Viking, a espera foi longa. "Demorou muito tempo: 14 dias é tempo demasiado para qualquer um, e está na altura de a União Europeia encontrar soluções comuns para estes desembarques; um sistema que esteja estabelecido e partilhado. Mas são ótimas notícias, de qualquer forma."

As boas notícias têm sido comemoradas pelos tripulantes, em clima de festa. "Estão tão felizes... É muito emocionante vê-los a cantar, a chorar, a abraçarem-se. É um alívio, depois de dias e dias em que eles tiveram medo que os mandássemos de novo para a Líbia, algo que nunca faríamos", conta Isabella Trombeta à TSF.

O anúncio foi feito depois de um acordo alcançado entre vários países europeus, adiantou o ministro francês. De acordo com o comissário europeu para as migrações, Dimitris Avramopoulos, seis países concordaram em receber as pessoas a bordo.

A França irá acolher 150 dos migrantes. Também Portugal, a Alemanha, a Roménia, o Luxemburgo e a Irlanda irão receber migrantes.

Já esta quinta-feira, em declarações à TSF, o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, confirmou à TSF que Portugal iria acolher até 35 migrantes a bordo do Ocean Viking, em resposta a um apelo da Comissão Europeia.

O Ocean Viking estava há 11 dias à espera da autorização para atracar num porto europeu seguro.

* e Catarina Maldonado Vasconcelos

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de