Ocean Viking espera desembarque. Estão 84 migrantes a bordo

Após o resgate do veleiro Josefa, ficaram duas grávidas e 18 menores a bordo do Ocean Viking.

O navio Ocean Viking, ao serviço das organizações SOS Méditerranée e Médicos Sem Fronteiras (MSF), tem a bordo 84 migrantes resgatados no Mediterrâneo e espera autorização de um país europeu para proceder ao desembarque.

O Ocean Viking socorreu no domingo 50 pessoas que se encontravam à deriva no Mediterrâneo, a que se somaram hoje de madrugada mais 34 que foram inicialmente assistidas por um veleiro que não tinha condições para acomodar o grupo.

"Ontem à noite (segunda-feira), à medida que a situação no veleiro Josefa, de 14 metros, piorava sob condições meteorológicas difíceis, as 34 pessoas que tinham sido resgatadas foram transferidas para o Ocean Viking. No total temos 84 pessoal a salvo", refere a organização não-governamental MSF através das redes sociais.

Entre os socorridos há uma mulher grávida e seis menores, dos quais um tem menos de um ano. Depois do resgate, ficaram duas grávidas a bordo do Ocean Viking e 18 menores.

Em agosto, o Ocean Viking esteve duas semanas no Mediterrâneo com 356 migrantes a bordo, resgatados em várias operações até que seis países, incluindo Portugal, concordaram com o desembarque e respetivo acolhimento.

Na altura, os MSF pediram aos países da União Europeia para estabelecerem um mecanismo permanente de resgate dos migrantes que navegam no Mediterrâneo para que se evitem pactos pontuais para cada situação.

O navio Alan Kurdi, da organização não-governamental alemã Sea Eye espera desde a semana passada autorização para desembarcar cinco migrantes.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de