Polícia de Volta Redonda prende Homem de Ferro

Motociclista impecavelmente vestido com as roupas do personagem da Marvel detido por não levar os documentos dele e do veículo na armadura.

Seria uma noite como tantas outras.

Na movimentada Avenida Amaral Peixoto, no centro de Volta Redonda, cidade do sul do estado do Rio de Janeiro, a polícia fazia uma operação stop num sábado à noite, o último de agosto, para apanhar eventuais infratores.

Apesar de no Governo Bolsonaro os radares na estrada estarem em vias de extinção e o excesso de velocidade ser mais tolerado - o presidente declarou guerra às multas de trânsito - na tal Amaral Peixoto e logo num sábado à noite não dá para facilitar.

Foi dessa forma que um motociclista acabou parado pelas autoridades e multado. O mais incrível neste caso é que esse motociclista costuma estar do lado da lei. Mais: dedica-se a proteger o mundo. Mais ainda: é um verdadeiro super-herói.

Pois é a polícia prendeu o Homem de Ferro, ou Iron Man, na versão original, em carne e osso. De repente, quem passava no local via um motociclista, impecavelmente vestido como a personagem da Marvel, a soprar no balão.

E não, o Homem de Ferro não tinha ingerido nem uma gota de álcool naquele sábado à noite de agosto. Mas, no entanto, guiava sem documentos, seus e do veículo, razão pela qual ficou detido até chegar alguém habilitado a conduzir a moto dali.

O Homem de Ferro de Volta Redonda, que é conhecida ironicamente como "cidade do aço", afinal não passava de um honesto animador de festas de aniversário infantis, acabado de sair de uma. E se não tinha documentos é porque, convenhamos, naquela armadura não é muito fácil encontrar um bolso para guardá-los.

O correspondente da TSF no Brasil, João Almeida Moreira, assina todas as quintas-feiras no site da TSF a crónica Acontece no Brasil.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de