Três franceses condenados à morte no Iraque por pertencerem ao Estado Islâmico

Os cidadãos franceses têm 30 dias para recorrer da decisão.

Três franceses foram hoje condenados à morte por pertencerem ao grupo Estado Islâmico, disse à agência France Presse o juiz do tribunal de Bagdade que os julgou, um veredito inédito para cidadãos de França no Iraque.

Os condenados são Kevin Gonot, Leonard Lopez e Salim Machou, presos na Síria por uma aliança árabe-curda anti-Estado Islâmico, antes de serem transferidos com outros nove franceses no Iraque em fevereiro.

De acordo com a lei iraquiana, estes três cidadãos franceses têm 30 dias para recorrer da decisão.

O ministro dos Negócios Estrangeiros francês recusou-se a comentar estas sentenças. A França considera os cidadãos que combaterem no Estado Islâmico inimigos e recusa-se a receber as familías.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de