"Intocável" desafia sistema de castas hindu e monta um cavalo no seu casamento

Em mais de 500 aldeias, em 11 Estados indianos, 47% daquelas aldeias proibiram marchas nupciais a cavalo aos "dalit" e 8,4% dos intocáveis tiveram de pedir autorização para se casar a representantes de castas superiores.

Um noivo intocável ('dalit'), excluído no sistema de castas hindu (sem casta), desafiou a tradição que os impede de andar a cavalo durante o casamento, num ato inédito na sua cidade do Oeste da Índia.

O noivo de 27 anos percorreu as ruas de Chadi, uma cidade no distrito de Bundi, no estado de Rajasthan, na segunda-feira, como parte da cerimónia de casamento, disse à agência EFE o superintendente distrital da polícia, Jai Yadav.

"Esta é a primeira vez que testemunhamos isto na cidade de Chadi. Nunca um noivo 'dalit' usou um cavalo para celebrar o seu casamento", disse o agente, que explicou que este ato inédito faz parte da campanha "Operação Igualdade", promovida pela polícia.

Numa sociedade dominada por um sistema ancestral em que as castas superiores oprimem as inferiores, colocando no fundo da hierarquia alguns 'dalits', que, por exemplo, estão proibidos de recolher água de determinados poços, esta campanha procura sensibilizar para o facto de serem todos iguais perante a Constituição.

"A nossa Constituição indiana dá os mesmos direitos a todos, mas ainda existem algumas aldeias onde as pessoas não conhecem os seus direitos [...], e deveriam saber que podem andar a cavalo", apontou Yaday, acrescentando que, por vezes, mesmo que tentem exercer os seus direitos, "há objeções das castas mais altas".

Assim, para evitar qualquer tipo de incidente, como já aconteceu várias vezes no passado, noutros locais onde o noivo ousou desafiar esta tradição, os membros da comissão pela igualdade reuniram-se com as autoridades locais para explicar a situação, além de mobilizar vários agentes ao longo da rota da procissão.

"Todos concordaram, então não foi preciso usar a força [...]. Aconteceu pacificamente", disse o superintendente da polícia.

Em 2008, o Indian Express noticiou um caso semelhante, mas com um desfecho bem diferente: a procissão a cavalo foi interrompida por dezenas de membros de castas mais altas, que atiraram pedras e atingiram os participantes com objetos pontiagudos enquanto, segundo relatos, a polícia a quem tinha sido solicitada ajuda não interveio.

De acordo com o estudo "Untouchability in Rural India", realizado por académicos e ativistas em mais de 500 aldeias, em 11 Estados indianos, 47% daquelas aldeias proibiram marchas nupciais a cavalo aos 'dalit' e 8,4% dos intocáveis tiveram de pedir autorização para se casar a representantes de castas superiores.

O antigo sistema de castas hindu divide a sociedade em quatro grandes grupos, por ordem de pureza: brâmanes (sacerdotes), Shatriyas (guerreiros), Vaisyas (comerciantes) e Sudras (servos), que por sua vez são subdivididos em centenas de subcastas.

Na base daquele sistema estão os párias intocáveis, considerados impuros, que realizam os trabalhos mais árduos, como a coleta manual de fezes.

De acordo com os censos de 2011, existem 166 milhões de 'dalits' na Índia, 16,2% da população.

A Índia proibiu o sistema de castas na sua Constituição de 1950 e promove a discriminação positiva a favor dos mais desfavorecidos, embora a marginalização continue.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de