Inundações arrasam aldeias no leste do Afeganistão e provocam vários mortos

Vários meios de comunicação locais afirmam que pelo menos dez pessoas morreram nas cheias no último dia.

Chuvas fortes nas últimas horas provocaram inundações que devastaram várias aldeias no leste do Afeganistão, com os dados preliminares a apontarem ainda um número desconhecido de vítimas, de acordo com as autoridades locais.

Embora as autoridades não tenham dado um número oficial de mortos, vários meios de comunicação locais, incluindo o canal noticioso afegão Tolo, afirmam que pelo menos 10 pessoas morreram nas cheias do último dia só na província oriental de Logar. Segundo imagens divulgadas pela agência noticiosa estatal afegã Bakhtar, dezenas de casas, infraestruturas e campos agrícolas foram destruídas pelas cheias.

"Em muitas províncias ocorreram inundações que causaram perdas de vidas e de bens, o que nos causa grande tristeza. O governo está a fazer o seu melhor", disse o líder talibã Anas Haqqani no Twitter.

Por sua vez, Zahir Jan, membro dos Talibãs, referiu na mesma rede social que as inundações "causaram graves danos no distrito de Pashta de Logar, mas o número exato de baixas é desconhecido".

O Ministério da Defesa do governo Talibã também informou ter enviado ajuda de emergência às vítimas das cheias em vários distritos da província de Nangarhar.

O Departamento de Meteorologia do Afeganistão emitiu hoje um alerta vermelho para pelo menos dez províncias, incluindo Logar, Panjshir, Ghazni, e regiões de Kunar, devido às fortes chuvas previstas para as próximas 24 horas.

As dificuldades colocadas pelas chuvas incessantes tornam as operações de socorro às vítimas ainda mais difíceis, uma vez que o governo talibã tem recursos limitados para prestar assistência e depende fortemente das agências humanitárias.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de