Inundações provocam sete mortos na Tailândia

As cheias atingiram 6.335 municípios em 31 das 76 províncias da Tailândia, principalmente no Centro e Nordeste do país.

Pelo menos sete pessoas morreram e 227.470 casas foram afetadas na Tailândia por inundações causadas por uma tempestade tropical, anunciou esta quinta-feira o Departamento de Prevenção e Mitigação de Catástrofes tailandês.

As inundações foram provocadas por fortes chuvas que assolam o país do sudeste asiático desde 23 de setembro.

As cheias atingiram 6.335 municípios em 31 das 76 províncias da Tailândia, principalmente no Centro e Nordeste do país, mas até agora não afetaram a capital, Banguecoque.

Dado o receio de uma repetição das graves cheias de 2011, que inundaram grande parte do país e Banguecoque, o Departamento de Meteorologia disse que a situação era diferente de há 10 anos, com base em dados pluviométricos.

"A quantidade de água que caiu em 2011, entre janeiro e setembro, foi superior à de 2021, com exceção da região oriental, que em 2021 foi ligeiramente superior à de 2011", disse o departamento na sua página da rede social Facebook, citado pela agência de notícias espanhola EFE.

Segundo dados compilados pelo jornal Bangkok Post, a água libertada das barragens devido à chuva, entre janeiro e setembro de 2011, ascendeu a 3,6 mil milhões de metros cúbicos, enquanto este ano foi de 2,5 mil milhões de metros cúbicos.

As inundações de há dez anos, algumas das piores de que há memória do país, mataram 815 pessoas e causaram prejuízos de milhares de milhões de dólares, principalmente devido ao encerramento de empresas como a japonesa Honda durante meses.

Nesse ano, quase dois milhões de hectares de campos de arroz, de que a Tailândia é um dos principais exportadores mundiais, foram inundados por rios e pântanos a transbordar.

As inundações são comuns durante a estação chuvosa no reino da Tailândia, entre maio e outubro, embora em algumas regiões as monções tropicais possam durar mais tempo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de