Islândia prepara-se para possível erupção perto de Reiquiavique

Monte Keilir está situado 30 quilómetros a sul da capital islandesa.

As autoridades islandesas anunciaram, esta quarta-feira, que um vulcão pode entrar em erupção perto da capital do país, embora não se esperem grandes consequências para os residentes locais e para o tráfego aéreo.

O Instituto Meteorológico da Islândia registou, ao longo da tarde, micro tremores típicos de fluxos de lava ascendente que ocorreram esta tarde na região do Monte Keilir, inativo há 800 anos e localizado 30 quilómetros a sul de Reiquiavique.

"A possibilidade de uma erupção é real, mas temos de ver como evolui a atividade", disse o investigador de geofísica da Universidade da Islândia, Freysteinn Sigurdsson, em conferência de imprensa, citado pela AFP. Na semana passada, foi registado um sismo de magnitude 5.7 na escala de Richter nesta mesmo região.

A polícia bloqueou as estradas em redor da montanha, de acordo com um fotógrafo da agência noticiosa no local.

O Aeroporto Internacional de Keflavik e o pequeno porto de pesca de Grindavik ficam a apenas alguns quilómetros de distância, mas a área afetada pela possível erupção está desabitada.

Mais de 16 mil abalos, de magnitude variável, sacudiram os sismógrafos nos últimos oito dias, em contraste com os mil que normalmente são registados durante um ano. Os especialistas notam também que o magma está a provocar fraturas, por já estar muito perto da superfície.

A Islândia, localizada na Cordilheira do Atlântico - onde as placas tectónicas europeia e norte-americana se separam - é a maior e mais ativa região vulcânica da Europa, com uma erupção a cada cinco anos, em média.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de