Israel bombardeia posições do Hamas na Faixa de Gaza

Fontes de segurança na Faixa de Gaza indicaram que não foram registados quaisquer ferimentos resultantes do ataque israelita.

Israel bombardeou este domingo diversas instalações do Hamas na Faixa de Gaza, em resposta ao disparo no sábado de dois projéteis pelo movimento islamista que aterraram no mar ao largo de Telavive, informou o exército israelita.

"Aviões de combate do exército, helicópteros e tanques atacaram locais de fabrico de foguetes e postos militares pertencentes ao grupo terrorista Hamas", referiu o exército numa declaração, explicando que os ataques foram uma retaliação e reiterando a sua posição de responsabilização do Hamas por qualquer agressão naquele território.

Fontes de segurança na Faixa de Gaza indicaram que não foram registados quaisquer ferimentos resultantes do ataque israelita, embora tenham ocorrido graves danos nas infraestruturas.

Após os dois foguetes terem atingido o mar ao largo da costa de Telavive - os primeiros foguetes de longa distância disparados desde a escalada de tensão em maio -, fontes palestinianas avisaram rapidamente que se tratou de um erro devido a uma falha técnica causada pelo mau tempo.

O incidente deste fim de semana é o segundo desde quarta-feira, quando tanques israelitas atacaram as infraestruturas militares do Hamas, em retaliação a um tiroteio alegadamente acidental que feriu um israelita que trabalhava ao longo da vedação da fronteira.

Este sábado foi também marcado pela deterioração da saúde de um prisioneiro palestiniano em greve de fome há 139 dias contra a sua detenção administrativa, o que levou as milícias a ameaçarem atacar Israel se não concordassem com a sua libertação imediata.

"O momento da explosão aproxima-se e revogaremos a trégua se os mediadores não intervierem urgentemente para libertar o prisioneiro Hisham Abu Hawash", avisou o porta-voz Daoud Shehab sobre o cessar-fogo que pôs fim a uma escalada de onze dias em maio de 2021 e que, com exceção de ocasionais incidentes, se manteve até agora.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de