Israel pode vir a ser indiciado por crimes de guerra contra palestinianos

O governo de Telavive já contestou, mas, ao mesmo tempo, a imprensa israelita fala em listas de militares que estarão em risco de vir a ser acusados caso viajem para o estrangeiro.

Israel pode vir a ser indiciado por crimes de guerra contra os palestinianos. Esta é uma das possibilidades na mesa do Tribunal Penal Internacional e um dos desafios ao criminalista britânico Karim Kahn que assume este sábado o cargo de procurador-geral do tribunal da Haia.

Na semana passada, o tribunal declarou, pela primeira vez, ter jurisdição sobre os territórios palestinianos e já tinha assinalado que há indícios de de que foram cometidos crimes de guerra em 2014 na Faixa de Gaza, durante a intervenção militar israelita e na Cisjordânia com a política de construção e colonatos judeus em terras de palestinianos.

O governo de Telavive já contestou, mas, ao mesmo tempo, a imprensa israelita fala em listas de militares que estarão em risco de vir a ser acusados caso viajem para o estrangeiro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de