Itália com 331 mortes e mais 15.746 infeções nas últimas 24 horas

A pressão nos hospitais continua a diminuir e o número de pacientes internados em cuidados intensivos é de 3.585 pacientes.

A Itália confirmou 15.746 novas infeções pelo coronavírus e 331 mortes nas últimas 24 horas, informou este domingo o Ministério da Saúde.

O aumento está em linha com os dados confirmados nos últimos dias, nos quais a curva da pandemia está a achatar, acrescentaram as autoridades sanitárias.

Todavia, como é normal aos fins de semana, foram realizados menos testes, tendo sido efetuados 253.000 no último dia.

A pressão nos hospitais continua a diminuir e o número de pacientes internados em cuidados intensivos é de 3.585 pacientes, menos três do que no sábado.

O número de pacientes internados em enfermaria também diminuiu: 27.251, ou seja, menos 316 do que no sábado.

No total, durante a pandemia de Covid-19, desencadeada na Itália em fevereiro de 2020, o total de infetados ascende a 3.769.814 pessoas e o total de mortes cifra-se em 114.254.

A campanha de vacinação prossegue, entretanto, com especial atenção para os idosos com mais de 80 anos, a quem o Governo tem dado prioridade.

No total, 12.920.208 de doses foram ministradas e 3,8 milhões de italianos já foram vacinados.

Esta semana chegaram a Itália as primeiras vacinas de dose única da Johnson & Johnson.

Até dia 30 nenhuma região italiana estará na chamada "zona amarela", a que tem menor risco e limitações, e também haverá menos na zona "vermelha", que estabelece um confinamento suave.

Das vinte regiões do país, quatro estarão nesse nível - Vale de Aosta (norte), Campânia, Apúlia e a ilha da Sardenha (sul) - enquanto as restantes estarão em "laranja", o nível de alerta médio.

O primeiro-ministro, Mario Draghi, afirmou que só permitirá a reabertura dos diferentes setores afetados pelas medidas no caso de estarem asseguradas condições de segurança.

Segunda-feira, o coletivo "Io apro" (Eu abro) anunciou uma manifestação junto ao Parlamento, em Roma, prevendo a presença de cerca de 20.000 pessoas.

A pandemia de Covid-19 provocou, pelo menos, 2.929.563 mortos no mundo, resultantes de mais de 135,3 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.916 pessoas dos 827.494 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de