Itália declarou estado de emergência na Sicília devido aos incêndios

No passado fim de semana ocorreram 50 incêndios na ilha.

A região da Sicília declarou estado de emergência na sequência dos incêndios que deflagraram nos últimos dias na ilha, enquanto que no centro e sul de Itália se mantém o alerta devido às temperaturas elevadas e ventos fortes.

"Declaramos o estado de crise e de emergência para os próximos seis meses por causa dos graves incêndios que se registaram desde o final de julho e por causa do permanente risco das próximas semanas devido às excecionais condições meteorológicas", disse esta segunda-feira o presidente da região italiana da Sicília, Nello Musumeci.

No passado fim de semana ocorreram 50 incêndios na ilha tendo afetado em particular os municípios de Partinico, Campofelice di Fitalia, Vicaria, Roccapalumba e Polizzi Generosa.

Os fogos estão igualmente a afetar a província de Reggio Calabria, (Calábria, sul de Itália) e ameaça o Parque Nacional de Aspromonte, uma zona recentemente incluída na lista de Património da Unesco.

No passado dia 06 de agosto, duas pessoas morreram numa quinta da localidade de San Lorenzo, Calábria, na altura em que tentavam apagar um fogo que destruía um olival.

Perante a situação na Calábria, o primeiro-ministro Mario Draghi assinou um decreto que prevê a mobilização nacional do sistema de proteção civil sendo que nas próximas horas devem ser enviados para a zona meios de combate a incêndios.

Em Molise, no centro de Itália, um incêndio ameaça também a localidade de Campomarino, de onde foram retiradas 400 pessoas que se encontravam em parques de campismo e hotéis.

As previsões meteorológicas indicam que esta semana as temperaturas em Itália podem ultrapassar os 45 graus em algumas províncias do sul do país.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de