Jane Campion conquista Óscar de Melhor Realização e Billie Eilish de Melhor Canção

A realizadora é a segunda mulher consecutiva a vencer o prémio, depois de em 2021 ter sido conquistado por Chloé Zhao.

A cineasta Jane Campion conquistou o Óscar de Melhor Realização, pelo filme "O Poder do Cão ", na 94.ª edição dos prémios da Academia de Hollywood, a decorrer esta noite em Los Angeles.

Campion recebe o segundo Óscar, depois de ter conquistado o de Melhor Argumento por "O Piano", em 1994, altura em que também foi candidata ao Óscar da Realização.

Kenneth Branagh, por "Belfast", Ryusuke Hamaguchi, por "Drive my Car", Paul Thomas Anderson, por "Licorice Pizza", Jane Campion, por "O Poder do Cão, e Steven Spielberg, por "Westside Story", eram os candidatos.

O Óscar de Melhor Canção Original foi para Billie Eilish e Finneas O'Connell por "No Time to Die", a canção-tema de "Sem Tempo Para Morrer", o mais recente filme da saga 007.

As canções "Be Alive" ("King Richard"), "Dos Oruguitas" ("Encanto"), "Down to Joy" ("Belfast"), "No Time to Die" ("Sem Tempo Para Morrer") e "Somehow you do" ("Four Good Days") eram as candidatas.

Na 94.ª edição dos prémios da Academia de Hollywood, a decorrer esta noite em Los Angeles, os óscares de Melhor Argumento Original e Melhor Argumento Adaptado foram, respetivamente, para Kenneth Branagh, por "Belfast", e Sian Heder, por "Coda".

Até agora, "Dune" conquistou os óscares de Melhor Cinematografia, Melhores Efeitos Especiais, Melhor Som, Melhor Banda Sonora Original, Melhor Montagem e Melhor Direção de Arte.

O filme dirigido por Denis Villeneuve soma assim seis óscares, dos dez para os quais foi nomeado.

Os Óscares de melhores atores secundários foram para Ariana DeBose, pelo desempenho em "West Side Story", e Troy Kotsur, pelo desempenho em "Coda".

"Drive my Car" ("Conduz o meu Carro"), do Japão, venceu o Óscar de Melhor Filme Internacional.

A lista de vencedores conta também, para já, com "Encanto", de Jared Bush, Óscar de Melhor Longa-Metragem de Animação, e "The Windshield Wiper", como Melhor Curta-metragem de Animação.

O Óscar de Melhor Guarda Roupa foi entregue a Jenny Beavan, pelo filme "Cruella", batendo o luso-canadiano Luís Sequeira, nomeado nesta categoria pelo filme "Nightmare Alley -- Beco das Almas Perdidas", do realizador mexicano Guillermo del Toro.

Os outros Óscares já entregues foram para "The Long Goodbye", Melhor Curta-Metragem, "The Queen of Basketball", Melhor Documentário em Curta-metragem, e "The Eyes of Tammy Faye", Melhor Caracterização.

A 94.ª cerimónia dos Óscares decorre esta noite, em Los Angeles, Califórnia.

O filme "O Poder do Cão", da realizadora neozelandesa Jane Campion, lidera as nomeações, competindo em 12 categorias.

Durante a cerimónia, foi cumprindo um minuto de silêncio de apoio ao povo da Ucrânia, com apelo à ajuda humanitária.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de