Japão anuncia envio de avião para retirar 200 cidadãos de Wuhan

O avião chegou na noite desta terça-feira e deverá regressar a Tóquio na manhã de quarta-feira.

Um avião japonês aterrou esta terça-feira na cidade chinesa onde está localizado o epicentro do novo coronavírus e vai transportar de regresso ao país cerca de 200 cidadãos, referiram os media nipónicos. O jornal Yomiuri referiu em artigo na sua página digital que o avião chegou na noite desta terça-feira a Wuhan e deverá regressar a Tóquio na manhã de quarta-feira.

Também as autoridades norte-americanas anunciaram que um avião charter dos EUA com funcionários do consulado em Wuhan e outros cidadãos do país também deve partir em direção ao Alasca na manhã de quarta-feira, mas a sua descolagem ainda não tinha sido confirmada. A etapa final desde voo está prevista para Ontário, na Califórnia.

Em Espanha, o Governo de Pedro Sánchez anunciou que vai repatriar "assim que possível", e logo que tenha uma autorização da China, os 20 espanhóis que estão em Wuhan, o epicentro do coronavírus que já provocou mais de 100 mortos. Em Espanha ainda não foi detetado qualquer caso, após terem sido confirmadas as análises negativas a um homem numa clínica de Barcelona.

Após um pedido de França, a União Europeia (UE) informou esta terça-feira que vai enviar dois aviões, entre quarta e sexta-feira, à região chinesa de Wuhan para repatriar 250 franceses e outros 100 cidadãos europeus que o solicitem, "independentemente da nacionalidade".

O mais recente balanço das autoridades chinesas dá conta de 106 mortos, todos verificados na China, e mais de 4.5000 pessoas infetadas, principalmente na cidade de Wuhan. Além do território continental da China, também foram reportados casos de infeção pelo novo coronavírus em Macau, Hong Kong, Taiwan, Tailândia, Japão, Coreia do Sul, Estados Unidos, Singapura, Vietname, Nepal, Malásia, França, Alemanha, Austrália e Canadá.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de