João Rendeiro de regresso ao tribunal de Verulum para ser ouvido

Advogada sul-africana espera que a audição só aconteça da parte da tarde e adianta preferir que o caso seja transferido para Joanesburgo.

O ex-banqueiro João Rendeiro regressou, às 09h05 (07h05 em Lisboa), ao tribunal de Verulam, nos arredores de Durban, oriundo da prisão de Westville, que fica a cerca de 30 quilómetros do local onde vai ser ouvido.

João Rendeiro chegou ao tribunal transportado num carro celular com vários detidos.

Este é o segundo dia em que João Rendeiro vai estar na sala de tribunal, depois de na primeira presença perante juiz, na segunda-feira, para legalizar a prisão preventiva, a defesa ter pedido liberdade sob fiança que será discutida esta terça-feira.

A advogada de defesa June Marks disse à Lusa que espera que a audição seja feita da parte da tarde, apesar de o juiz a ter anunciado para as 11h00, 09h00 em Lisboa, desta terça-feira. A audiência foi entretanto adiada em uma hora, para as 12h00 locais.

June Marks adiantou que preferia que o caso fosse transferido para Joanesburgo, ao ser questionada anteriormente pela Lusa sobre essa possibilidade, face à capacidade do tribunal de subúrbios de Verulam.

O ex-presidente do Banco Privado Português (BPP) foi preso no sábado, num hotel em Durban, na província sul-africana do KwaZulu-Natal, numa operação que resultou da cooperação entre as polícias portuguesa, angolana e sul-africana.

João Rendeiro estava fugido à justiça há três meses e as autoridades portuguesas reclamam agora a sua extradição para cumprir pena em Portugal, relativamente a três processos distintos relacionados com o colapso do BPP.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de