"Incrível ato de cura." Jovem emociona tribunal ao abraçar polícia que lhe matou o irmão

Amber Guyger, ex-polícia, foi condenada a 10 anos de prisão por entrado em casa de um vizinho negro e o ter abatido a tiro.

Amber Guyger, a ex-agente da polícia que no ano passado matou a tiro um vizinho de 26 anos, Botham Jean, após ter entrado no apartamento do jovem negro por engano, foi condenada a 10 anos de prisão. Alguns minutos após se conhecer a sentença em tribunal, Brandt, o irmão da vítima, disse que perdoava a mulher.

"Gosto de si como gosto de qualquer outra pessoa. Não vou dizer que espero que apodreça ou morra como aconteceu com o meu irmão. Pessoalmente quero o melhor para si. Nunca iria dizer isto à frente da minha família, mas nem queria que fosse para a cadeia. Quero o melhor para si porque sei que é exatamente o que o Botham ia querer. E o melhor seria dar a sua vida a Cristo", explicou Brandt em tribunal.

Depois de pedir autorização à juíza Tammy Kemp, Brandtn Jean levantou-se para abraçar Guyger. A própria juíza também abraçou a antiga agente da autoridade depois de falar e abraçar os familiares de Botham Jean.

Numa conferência de imprensa, John Creuzot, o procurador distrital do Condado de Dallas, descreveu os abraços trocados em tribunal como um "incrível ato de cura" e considerou a sentença justa.

"Pessoalmente esperava que demorassem mais tempo a chegar a esta fase, mas respeito o que foi feito [pelo júri]. Chegaram ao que pensavam ser um veredito justo", acrescentou John Creuzot.

Segundo o New York Times, com este crime a sentença poderia chegar aos 99 anos de prisão.

O presidente de uma organização norte-americana que luta pela justiça racial, citado pelo mesmo jornal, afirmou que este caso "parece muito diferente de muitos outros casos em que os júris olham para as vítimas negras e não valorizam as suas vidas", reforçando também que deve servir de alerta para brancos que pensam que podem fazer mal a negros e argumentar que agiram por medo.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de