Liz Truss é "a pessoa ideal" como primeira-ministra do Reino Unido

Há um mês a liderar o governo britânico, Liz Truss já foi alvo de críticas dentro do próprio partido, mas o português conservador Carlos de Freitas acredita que a primeira-ministra é a pessoa certa para "levar o Reino Unido para a frente".

Há 15 anos no Reino Unido, Carlos de Freitas integra o Conservative Friends of Portugal, um grupo de portugueses apoiantes do Partido Conservador britânico e chegou a ser candidato a eleições locais em Londres.

O emigrante português não nota uma grande mudança nas políticas do governo, desde que Liz Truss substituiu Boris Johnson, na liderança do governo, mas considera "ambicioso" o "mini-orçamento" apresentado pela primeira-ministra. Liz Truss "demonstrou coragem e que sabe corrigir o caminho sendo necessário", afirma Carlos de Freitas, concluindo que "é a pessoa ideal para levar o Reino Unido para a frente".

O plano fiscal de Liz Truss foi alvo de duras críticas dentro do próprio Partido Conservador, o que levou a primeira-ministra a recuar na intenção de cortar impostos para a classe mais rica. Carlos de Freitas admite que houve "um certo tumulto", mas acredita que o partido está unido.

"O facto de existirem pontos de vista diferentes acerca de como levar a economia para a frente e como resolver os desafios que temos pela frente é uma coisa positiva. É essa diversidade de ideias, pensamento e esse debate que produz uma solução melhor para o país", salienta o português apoiante dos Tories.

Apesar das divisões, Carlos de Freitas garante que o Partido Conservador sabe unir-se "em volta de um mandato comum e de um líder e é isso que se verá nos próximos meses e até às próximas eleições gerais".

Além de melhorar a imagem do governo deixada por Boris Johnson, Carlos de Freitas aponta três grandes desafios a Liz Truss: aumentar a competitividade e a economia, controlar a subida da inflação e do custo de vida e reduzir a crise energética.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de