Luis Sepúlveda infetado com coronavírus. Escritor esteve em Portugal

Escritor chileno esteve num festival literário na Póvoa de Varzim, dois dias antes dos primeiros sintomas.

O escritor chileno Luis Sepúlveda é o primeiro infetado com coronavírus nas Astúrias. A informação surge seis dias depois de Sepúlveda passar por Portugal. Esteve num festival literário na Póvoa de Varzim, de 18 a 23 de fevereiro.

O primeiro diagnóstico foi de pneumonia aguda, mas os resultados das análises deram positivo para o coronavírus.

De acordo com a imprensa das Astúrias, o escritor foi transferido, tal como a mulher, para o Hospital Central das Astúrias, em Oviedo.

Sepúlveda começou a ter os primeiros sintomas no dia 25 de fevereiro, terça-feira, dois dias depois de ter deixado Portugal, mas só procurou um médico no dia 27, quinta-feira.

Em conferência de Imprensa, o chefe do Serviço de Vigilância do Hospital das Astúrias, Ismael Huerta, não revela a identidade do doente. Ainda assim, afirma que este passou por diversos países, entre os quais, Portugal.

Os resultados das análises à mulher do escritor ainda não são conhecidos.

Manuela Ribeiro, da organização do festival "Correntes d"Escritas", diz que foi apanhada de surpresa com a notícia da infeção de Luis Sepúlveda. Em declarações ao Expresso, a organizadora adianta que quando se despediu do escritor, na Póvoa de Varzim, Luis Sepúlveda "estava bastante constipado".

A organização do festival assegura que vai agora contactar "todas as pessoas que estiveram envolvidas no festival" para que estejam atentas a qualquer sintoma.

Todos os profissionais de saúde que contactaram com Sepúlveda, nas Astúrias, vão ficar em quarentena.

Notícia atualizada às 02h27

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de