Maduro ordena investigação a corrupção nas empresas estatais da Venezuela

O líder venezuelano diz que é preciso limpar "a corruptela, a burocracia das empresas socialistas e do Estado".

O Presidente venezuelano, Nicolás Maduro, ordenou quinta-feira às autoridades que investiguem as empresas do Estado, porque muitas delas estarão a ser afetadas pela corrupção, justificou.

"Zero caça às bruxas (...), necessitamos limpar completamente a corruptela, a burocracia das empresas socialistas e do Estado, definitivamente. Isso só o pode fazer a classe operária e os trabalhadores empoderados", disse.

Nicolás Maduro falava durante uma jornada de trabalho transmitida pela televisão estatal, durante a qual sublinhou que é preciso combater a corrupção para manter as empresas a funcionar.

"Vamos à honestidade e à correta administração. Uma empresa é para produzir, não para aumentar a folha de pagamento. É para mantê-la funcionando", disse.

O Chefe de Estado explicou que recebeu um relatório dando conta de uma empresa que deveria ter 280 trabalhadores e tinha mais de 1.700.

"Uma folha de pagamento insuportável. Eles incluíram todo o mundo e quase metade da produção da empresa é entregue como benefício por ser trabalhador dela (...) em vez de aumentar a produção, a metade é dada ao mesmo trabalhador. É uma empresa que resgatamos desde que os donos partiram há dois anos", explicou.

Por outro lado, referiu-se à empresa estatal Láctelos Los Andes, cujo presidente foi detido recentemente por alegada corrupção e pediu que seja aplicado "todo o peso da lei".

"Era uma direção anti-operária, burocrática e muito corrupta. Encontramos uma corruptela sem paralelo em Lácteos Los Andes (...), destapámos a panela mais podre que tenha sido possível imaginar, pelo que ordenei que todo o peso da lei fosse aplicado", disse.

O Presidente da Venezuela explicou ainda que os diretores da empresa eram donos de grandes fazendas, mansões, tinham contas bancárias, relógios, dinheiro e viaturas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de