Mais de mil migrantes tentam saltar cerca entre Melilla e Marrocos

Fontes acreditam que cerca de 300 pessoas podem ter chegado à cidade autónoma espanhola.

Mais de mil migrantes de países subsaarianos tentaram saltar esta quinta-feira a cerca que separa a cidade espanhola de Melill com Marrocos, no norte de África, disseram fontes de segurança marroquinas à agência de notícias Efe.

As fontes acreditam que cerca de 300 pessoas podem ter chegado à cidade autónoma espanhola e explicaram que os migrantes reagiram "com violência" contra as tropas marroquinas posicionadas no lado da fronteira, em Beni Enzar, que tentavam impedir a tentativa.

A Efe verificou do lado espanhol da fronteira esta tentativa, que foi realizada por um grupo muito grande e que ocorreu depois das 07h00, horário local, (06h00 em Lisboa) na área entre os postos fronteiriços do Bairro Chino (Melilla) e Beni-Enzar (Marrocos).

Aqueles que entraram em Melilla correram para o Centro de Estadia Temporária de Imigrantes (CETI). De acordo com a agência de notícias AFP, citando autoridades espanholas locais, pelo menos 1200 migrantes tentaram saltar esta quinta-feira a cerca alta que protege o enclave de Melilla e 350 destes conseguiram entrar na cidade autónoma.

Cerca de 2500 migrantes fizeram o mesmo percurso na quarta-feira, durante a maior tentativa de travessia já registada neste enclave espanhol, que constitui, com Ceuta, as únicas fronteiras terrestres da União Europeia (UE) com África.

Na quarta-feira, 491 migrantes conseguiram entrar em Melilla. Ao longo de 2021, 1.092 migrantes conseguiram entrar em Melilla, segundo dados do Ministério do Interior espanhol.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de