Mais de cem bombas por explodir da Segunda Guerra Mundial encontradas num quintal

Durante a Segunda Guerra Mundial, milhares de bombas foram largadas nas ilhas do Pacífico, muitas delas não chegando a explodir.

E se estivesse a escavar no seu quintal e encontrasse mais de uma centena de bombas enterradas? Foi exatamente o que aconteceu a um habitante das Ilhas Salomão, no Pacífico Sul.

Um homem encontrava-se a cavar uma fossa para esgotos domésticos, no quintal da sua casa, numa zona residencial da cidade de Honiara, quando descobriu 101 bombas por explodir da Segunda Guerra Mundial, conta o jornal The Guardian.

A polícia foi prontamente chamada ao local e retirou do quintal os projéteis altamente explosivos, que deverão ser detonados brevemente.

As bombas remontam à Segunda Guerra Mundial, segundo as autoridades, que estão agora a aconselhar os habitantes das Ilhas Salomão a contratarem equipas de remoção especializadas, antes de procederem a quaisquer construções nos seus terrenos.

A situação é de alerta uma vez que, ainda este mês, dois homens morreram na sequência da explosão de uma outra bomba da Segunda Guerra Mundial, quando estavam a cozinhar num quintal, também em Honiara. E, já no último ano, um cidadão australiano e outro britânico morreram após a explosão de mais uma bomba em Honiara.

Durante a Segunda Guerra Mundial, milhares de bombas foram largadas nas ilhas do Pacífico, muitas delas não chegando a explodir. Após o fim da guerra, os países aliados deveriam ter ajudado à remoção deste tipo de explosivos, mas não o fizeram inteiramente.

Os políticos das Ilhas Salomão - com a oposição a exercer uma grande pressão sobre o governo em relação a esta matéria - pedem agora a intervenção dos Estados Unidos da América e do Japão (responsáveis pelo lançamento de grande parte das bombas na ilha, durante a guerra) para a remoção ordenada destes perigosos vestígios do conflito nas ilhas do Pacífico.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de