Polícia carrega sobre manifestantes pró-independência em Barcelona

Marcha foi convocada paralelamente aos apelos do "Tsunami Democrático".

O protesto dos pró-independentistas da Catalunha terminou após confrontos entre os manifestantes e a polícia, quando os agentes de autoridades avançaram para uma carga policial que pôs fim à manifestação.

O protesto começou com algum atraso e transformou-se quase num 'jogo do rato e do gato', com os manifestantes a tentarem furar as patrulhas dos Mossos d'Esquadra, que tinham como objetivo barrar o protesto.

Aos poucos, os manifestantes avançaram e começaram a atirar sacos do lixo para o chão e ovos, garrafas e pedras contra a polícia. Foram arrastados contentores e pediu-se aos jornalistas que se afastassem.

No local, pouco tempo depois, surgiram várias carrinhas da polícia e deu-se início à carga policia que terminou com o protesto, tendo o ambiente ficado muito mais calmo com rapidez.

A marcha dos CDR arrancou no centro de Barcelona com cânticos pela libertação dos presos políticas.

Ao contrário do que a polícia contava, a marcha que obrigou ao corte de ruas, saiu da praça da universidade onde se realizaram uma série de concertos musicais durante toda a tarde.

A marcha realiza-se no dia de reflexão eleitoral para as legislativas deste domingo.

Pelo menos oito carrinhas da polícia autonómica, os Mossos d'Esquadra, encontravam-se na praça de Urquinaona, que fica a um quarteirão da da Catalunha.

Um dos acessos à praça da Catalunha encontra-se condicionado pela polícia.

A marcha foi convocada paralelamente aos apelos do "Tsunami Democrático", que patrocinaram a série de concertos na praça da universidade.

[Notícia atualizada às 21h10]

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados