Meta de 100 milhões de vacinas nos EUA alcançada esta sexta-feira

O objetivo de 100 milhões de vacinas refere-se apenas ao período da nova Administração, que tomou posse em janeiro, não contando com 16 milhões de vacinas administradas durante a Presidência de Donald Trump.

O objetivo de administrar 100 milhões de doses contra a Covid-19 nos EUA vai ser alcançado já esta sexta-feira, antes do previsto, afirmou esta quinta-feira o Presidente norte-americano, Joe Biden.

O objetivo da Administração Biden era atingir 100 milhões de doses durante os 100 primeiros dias, e será alcançado precisamente 58 dias depois da tomada de posse, adiantou o Presidente numa comunicação na Casa Branca.

"Estamos muito à frente do nosso cronograma, mas ainda há um longo caminho a percorrer", acrescentou.

"Esta é uma hora de otimismo, mas não devemos relaxar", insistiu Biden.

O objetivo de 100 milhões de vacinas refere-se apenas ao período da nova Administração, que tomou posse em janeiro, não contando com 16 milhões de vacinas administradas durante a Presidência de Donald Trump - no total, os Estados Unidos já aplicaram cerca de 115 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19.

Biden previu no início desta semana que a marca seria alcançada na próxima semana, ao discursar na Casa Branca para assinalar o início da campanha "Help is Here" ("Chegou a Ajuda"), que prevê que o Presidente e a sua vice-Presidente, Kamala Harris, se desloquem a vários pontos do país nas próximas semanas, para apresentar o pacote de estímulo aprovado pelo partido democrata no Congresso, no valor de 1,9 biliões de dólares (1,6 biliões de euros).

A Casa Banca anunciou na semana passada que os primeiros cheques e pagamentos de 1.400 dólares (1.172 euros) por pessoa previstos no plano de apoios e estímulos económicos começaram a ser recebidos

O número exato de beneficiários não foi especificado, mas o montante total pode ascender a 400 mil milhões de dólares.

Milhões de norte-americanos, cujos rendimentos anuais são inferiores a 75 mil dólares por pessoa ou 150 mil dólares por casal, vão receber um cheque de 1400 dólares por adulto e por criança.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de