Microsoft aumenta lucros com semana de quatro dias de trabalho

A Micrsoft Japão testou, durante o mês de agosto, a redução da semana laboral para quatro dias. A medida agradou aos trabalhadores e a produtividade aumentou.

Trabalhar menos para produzir mais. Podia ser este o lema de um projeto-piloto implementado durante o mês de agosto pela Microsoft Japão.

Denominado "Work Life Challange", o projeto levou a que os 2.300 funcionários tivessem folga cinco sextas-feiras seguidas, sem que isso afetasse os salários, encurtassem as reuniões para um máximo de 30 minutos e aumentassem as conferências remotas, entre outras medidas, e aumentassem a produtividade em 39.8% por comparação com o mesmo período do ano anterior.

As conclusões, agora divulgadas pelo gigante tecnológico , mostram também um decréscimo de 23% no consumo elétrico e menos 58.7% de folhas impressas. Questionados no final 92.1% dos funcionários mostrou-se feliz com a experiência.

Apesar do sucesso da experiência, a Microsoft ainda não pensa implementar estas medidas a longo prazo, mas já pensa em repetir o projeto, mas durante o próximo inverno, adiantou um responsável da empresa ao jornal The Guardian .

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados