Moçambique com 18 mil desalojados e 250 mil afetados por tempestade Eloise

Número de afetados subiu desde segunda-feira, quando se contavam 170 mil pessoas afetadas.

Cerca de 18 mil pessoas foram desalojadas em Moçambique pela tempestade tropical Eloise e inundações que se seguiram, num total de 250 mil pessoas afetadas, anunciou esta terça-feira a coordenadora residente das Nações Unidas em Moçambique.

O número de afetados subiu desde segunda-feira, quando se contavam 170 mil pessoas afetadas, disse Myrta Kaulard, que falava a partir de Maputo numa conferência de imprensa virtual para a sede das Nações Unidas, em Nova Iorque.

A responsável acrescentou que 76 centros de saúde e 400 salas de aulas sofreram estragos consideráveis com a passagem do ciclone Eloise pelo território moçambicano no sábado.

Segundo a ONU, Moçambique contabiliza 34 mil pessoas infetadas pelo novo coronavírus, o que torna os abrigos disponíveis muito escassos e numa situação "quase impossível" para acolher pessoas desalojadas.

Segundo dados divulgados pela ONU na segunda-feira, a tempestade tropical Eloise provocou pelo menos seis mortes no centro de Moçambique, três no Zimbabué, três em Esuatini (antiga Suazilândia) e mais duas mortes entre Madagáscar e o norte da África do Sul.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de