Morreu G. Gordon Liddy, o cérebro por trás da operação que provocou o escândalo de Watergate

A operação levou à renúncia do presidente dos EUA Richard Nixon.

George Gordon Liddy, um dos responsáveis pela operação clandestina que provocou o escândalo Watergate e levou à renúncia do presidente dos Estados Unidos da América Richard Nixon, morreu na terça-feira aos 90 anos. A família, citada pela AFP, garante que a morte do ex-agente do FBI não está relacionada com Covid-19.

O ex-agente do FBI orquestrou, em conjunto com um ex-agente da CIA, Howard Hunt, a operação de 1972 em que dois homens se fizeram passar por canalizadores para conseguirem entrar na sede nacional do Partido Democrata, localizada no edifício Watergate, para instalar microfones.

Depois de o jornal Washington Post ter revelado o escândalo, Nixon enfrentou um processo de destituição e renunciou antes do fim do processo e tanto G. Gordon Liddy como Howard Hunt foram condenados à prisão.

Depois de cumprir a pena, G. Gordon Liddy tornou-se um apresentador de rádio de sucesso.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de