Morreu Stanislav Shushkevich, ex-líder bielorrusso que ajudou a dissolver a URSS

Shushkevich assinou, em 1991, um decreto que dissolveu a União Soviética, substituindo-a pela Comunidade dos Estados Independentes.

Stanislav Shushkevich, o primeiro chefe de Estado da Bielorrússia independente, morreu na terça-feira, aos 87 anos. Na origem da morte estarão complicações devido à Covid-19, avançou a mulher, Irina Shushkevich.

"Esperamos que seja organizado um funeral de Estado, mas ainda ninguém nos contactou", afirmou Irina Shushkevich, citada pela AFP.

Em 1991, juntamente com Boris Yeltsin, líder da Rússia, e Leonid Kravchuk, líder e da Ucrânia, Shushkevich assinou um decreto que dissolveu a União Soviética, substituindo-a pela Comunidade dos Estados Independentes. Depois, liderou a Bielorrússia independente até ser derrotado, numa eleição em 1994, por Lukashenko, tornando-se o principal membro da oposição.

Atualmente, o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, já acusou várias vezes o regime de Minsk de cumplicidade com a Rússia na invasão do território ucraniano que decorre desde o passado dia 24 de fevereiro.

O Exército da Rússia utilizou a Bielorrússia, que faz fronteira com a Ucrânia, para lançar a campanha militar tendo depois retirado para território bielorrusso quando abandonou as regiões do norte da Ucrânia (Kiev e Chernigov).

ACOMPANHE AQUI TUDO SOBRE A GUERRA NA UCRÂNIA

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de