Morte de Paula Rego. Rei de Espanha apresenta condolências a Marcelo e aos portugueses

Monarca espanhol apelida a pintora de "admirável e extraordinária".

O Rei Felipe VI de Espanha enviou ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, uma mensagem de condolências pela morte da pintora Paula Rego, que apelidou de "admirável e extraordinária".

"O Presidente da República recebeu uma mensagem de condolências por parte de Sua Majestade o Rei Felipe VI de Espanha, por ocasião do falecimento da "admirável e extraordinária" pintora Paula Rego no passado dia 8 de junho", lê-se numa nota divulgada esta terça-feira na página na Presidência.

"O monarca espanhol transmite também os seus sentimentos à família de Paula Rego, bem como a todos os portugueses", lê-se ainda.

A pintora Paula Rego, uma das mais aclamadas e premiadas artistas portuguesas a nível internacional, morreu na manhã da última quarta-feira, em Londres, aos 87 anos, e o Governo decidiu nesse mesmo dia decretar um Dia de Luto Nacional.

Nascida em Lisboa, em 26 de janeiro de 1935, fixando-se posteriormente em Londres, onde se formou, na Slade School of Art, Paula Rego recebeu, entre outras distinções, o Prémio Turner, a Grã-Cruz da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada de Portugal, e a Ordem do Império Britânico.

A título póstumo, será condecorada com o Grande Colar da Ordem de Camões, anunciou na sexta-feira o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de