Motoristas da Uber em greve antes da entrada em bolsa

A empresa tem quase quatro milhões de condutores que cobrem 17 milhões de viagens por dia,

Os motoristas da Uber nos Estados Unidos, Reino Unido e Brasil estiveram esta quarta-feira em greve. Por um lado a plataforma eletrónica de transporte está prestes a entrar em bolsa, por outro os condutores queixam-se de baixos salários, violação de direitos e falta de condições de trabalho.

Para a estreia em Wall Street, a Uber prevê colocar 207 milhões de ações, com um preço inicial entre 44 e 50 dólares. No total, a empresa cujo atual CEO é Dara Khosrowshahi, tem 1.676 milhões ações, das quais só vai vender uma parte.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de