Na eleição barómetro para as presidenciais nos EUA a vitória foi para os Democratas

Eleições estaduais nos EUA podem dar sinais para presidenciais de 2020 - diz a tradição que o partido que ganha as legislativas na Virgínia geralmente acaba por ganhar as presidenciais.

Os democratas da Virgínia conquistaram o congresso estadual, uma importante vitória de acordo com a tradição que mostra que o partido que ganha as eleições legislativas neste estado geralmente acaba por ganhar as eleições presidenciais.

Esta vitória abre ainda a porta para os legisladores aprovarem novas leis de controlo de armas, aumento do salário mínimo e várias outras medidas que os republicanos se opõem há muito tempo, apontou o The Wall Street Jornal.

A derrota do Partido Republicano na Câmara dos Deputados e no Senado do estado dá aos democratas o controlo político em Richmond, capital da Vírginia, pela primeira vez em 26 anos. O atual governador do estado, Ralph Northam, tem ainda mais dois anos de mandato.

No Kentucky e Mississippi também se realizaram eleições, mas para governador.

No Mississippi, o republicano Tate Reeves foi eleito o próximo governador, mantendo o cargo nas mãos do Partido Republicano. Tate Reeves venceu com 423.750 votos (52%) contra 388.750 alcançados pelo procurador-geral do estado, o democrata Jim Hood.

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, já reagiu à vitória republicana no Mississippi: " o nosso grande 'rally' na noite de sexta-feira mudou os números de um empate para uma grande vitória. Grande reação sob pressão Tate!", escreveu Trump na sua conta do Twitter.

Já no Kentucky, os resultados eleitorais permanecem demasiado próximos para se poder declarar um vencedor. Neste momento o democrata Andy Beshear lidera a corrida com pouco mais de 5.000 votos contra o governador republicano Matt Bevin.

O democrata Andy Beshear já reivindicou a vitória, mas o governador republicano Matt Bevin não concedeu a derrota e deverá pedir a recontagem dos votos.

Tal como o domínio dos congressos estaduais, o controlo dos governos de estados é importante como alavanca para as eleições presidenciais e, também, pela competência que os governadores possuem para estabelecer as distribuições de mapas eleitorais (o que pode ser um elemento fundamental para o resultado final).

Um dos temas principais nas campanhas para estas eleições estaduais tem sido a política de armas pessoais, com o Partido Republicano [com o forte apoio da National Riffle Association (NRA), a organização de defesa de porte de armas] na defesa intransigente do porte e posse de armas, contra posições mais reservadas e limitadoras do Partido Democrata.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados