"Não é o meu primeiro-ministro." Polícia carrega sobre manifestantes em Londres

Centenas de pessoas percorreram Downing Street.

Uma manifestação espontânea juntou, esta sexta-feira, várias centenas de pessoas nas ruas de Londres contra o resultado das eleições britânicas.

"Boris Johnson: Não é o meu primeiro ministro" e "Boris, Boris, Boris: Fora, Fora, Fora" eram as palavras de ordem mais ouvidas.

Os protestantes fizeram também acompanhar-se de cartazes onde se lê "Desafiem os Tory Conservadores" e "Bem-vindos Refugiados", bloquearam o trânsito e estão a obrigar a forte presença policial.

Cerca das 19h30, a polícia tentou impedir que os manifestantes subissem a avenida que leva ao n.º 10 de Downing Street, residência oficial do primeiro-ministro britânico. A primeira estratégia foi a de montar um cordão humano e, perante o falhanço, as autoridades pediram reforços que chegaram em carrinhas.

Com os reforços organizados, a polícia recebeu ordens para avançar sobre os manifestantes, sendo que alguns comandantes pedissem mesmo que os bastões estivessem em riste.

A ação levou a uma dispersão dos manifestantes, que ainda assim causam o caos no centro de Londres, principalmente pelo percurso errático que estão a traçar. Perante a ação policial, a pergunta dos manifestantes aos polícias é unânime: "Quem é que estão a proteger?"

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de