Não lavar as mãos depois de ir ao WC aumenta risco de propagação de E.Coli

Estudo britânico concluiu que ter uma boa higiene é a chave para impedir a propagação de infeções.

Não lavar as mãos depois de ir à casa de banho é mais perigoso para a propagação de E.Coli do que comer carne de porco mal passada. A conclusão é de um estudo da Norwich Medical School, no Reino Unido, em que os peritos analisaram 20 mil amostras fecais humanas, 300 amostras de sangue e outras centenas de amostras de esgoto, estrume de animais, carne de bovino, suíno, frango, frutas e saladas.

Feitas todas as análises, os especialistas concluíram que a transmissão da bactéria acontece quando as "partículas fecais de uma pessoa chegam à boca de outra", simplesmente porque quem foi ao WC não lavou as mãos.

"A rota de transmissão mais provável para a ESBL-E.Coli é as partículas fecais de uma pessoa a atingir a boca de outra", explicou David Livermore, da Norwich Medical School da Universidade de East Anglia, à BBC.

Em reação ao estudo, os responsáveis pela saúde pública do país vieram dizer que lavar as mãos e ter uma boa higiene é a chave para impedir a propagação de infeções. As consequências da E.Coli são, na sua maioria, inofensivas, mas também podem dar origem a doenças graves. Ao transitar do estômago para os intestinos, a bactéria produz uma substância altamente tóxica, entrando depois no sangue, onde destrói os glóbulos vermelhos que se alojam nos rins e provocam o colapso que pode levar a morte.

Apesar de estar controlada, a E.Coli tem-se tornado cada vez mais resistente aos antibióticos, algo que tem gerado particular preocupação entre médicos e cientistas.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados