"Não, obrigado." Boris Johnson e Jeremy Hunt de acordo quanto a eleições antecipadas

Para Boris Johnson e Jeremy Hunt, concretizar o Brexit é a prioridade. Quanto a eleições, podem esperar.

No Reino Unido, Boris Johnson e Jeremy Hunt participaram na última sessão de perguntas e respostas com os militantes conservadores. Os dois candidatos à sucessão de Theresa May defenderam o fim da cláusula especial para a Irlanda do Norte e descartaram a possibilidade de eleições antecipadas.

Podem discordar em várias matérias, mas, no que diz respeito a eleições antecipadas, Boris e Jeremy dizem ambos 'não, obrigado'.

Os dois candidatos consideram que o momento não é o ideal, sobretudo depois do quinto lugar conquistado pelos conservadores nas Europeias.

Para ambos, a prioridade é concretizar o Brexit, algo que ajudará a fortalecer novamente o partido.

Hunt e Johnson também estão de acordo no que diz respeito à necessidade de eliminar o mecanismo de salvaguarda para a Irlanda do Norte.

Boris Johnson, favorito nas sondagens, reiterou a sua convicção de que vai conseguir um novo acordo com Bruxelas, e de que este vai ser aprovado pelo parlamento. No entanto, frisou que, se a União Europeia não ceder, o Reino Unido recorrerá a um 'hard Brexit'.

A última sessão de perguntas e respostas com os militantes conservadores ocorreu no mesmo dia em que Theresa May fez o seu último grande discurso. A ainda primeira-ministra salientou que só havendo cedências de todas as partes envolvidas será possível concretizar a saída.

A uma semana de abandonar o cargo, May garantiu ainda que o seu acordo foi o melhor possível e que só não passou no parlamento por causa de divisões partidárias.

O anúncio do novo líder conservador e primeiro-ministro está marcado para a próxima terça-feira.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados