Navio de cruzeiro com centenas a bordo atracado em Roma após caso positivo

Os 726 passageiros foram colocados em confinamento nas suas cabines na segunda-feira, depois da mulher de 63 anos ter desembarcado na ilha grega de Creta.

Um navio cruzeiro com centenas de passageiros atracou hoje num porto perto de Roma, depois de uma mulher que acusou positivo à covid-19 ter sido retirada, sem se saber se as restantes pessoas a bordo estão infetadas.

"Estamos muito, muito preocupados", disse à agência France-Presse Hans Rijkelijkhuizen, passageiro holandês do navio "Costa Victoria", que procurava um porto seguro depois da retirada de uma cidadã argentina com problemas respiratórios.

Os 726 passageiros foram colocados em confinamento nas suas cabines na segunda-feira, depois da mulher de 63 anos ter desembarcado na ilha grega de Creta.

"Há muita gente a bordo com febre", prosseguiu o passageiro holandês, de 78 anos, que viaja com a mulher, de 74.

Ele, com febre e tosse leve, recebeu comprimidos de paracetamol da comissária de bordo, assim como muitos outros passageiros.

Rimal Shah, britânico de 56 anos, que viaja acompanhado de 18 amigos de Londres, na sua maioria na casa dos 70 anos e com problemas de saúde, está "muito preocupado".

"Há muita preocupação a bordo. Esta mulher portadora do novo coronavírus deambulou pelo barco vários dias antes de desembarcar", afirmou.

Inicialmente, o navio deveria rumar a Veneza, mas os passageiros assustados pediram para não serem levados para o norte de Itália, a parte do país mais atingida pela pandemia, que provocou mais de 6.8000 mortes.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de