No interior de um hospital em Itália

Itália continua a ser o país do mundo com mais mortes registadas por Covid-19. No linha da frente, os profissionais ligados à área da saúde acusam a exaustão no combate à doença.

Depois de semanas de luta contra a Covid-19, os profissionais de saúde em Itália são por estes dias os grandes heróis de um país em isolamento forçado. Das mais de 5470 mortes já registadas no país, 18 delas são de médicos. E as últimas estimativas apontam para mais de 4800 profissionais de saúde infetados.

Paolo Miranda é enfermeiro no Hospital de Cremona, cidade localizada a sudoeste de Milão, Lombardia. A região continua a ser a mais afetada em todo o país pela pandemia, com mais de 27 mil casos registados.

Durante os vários turnos que fez no hospital, entre 11 e 15 de março, registou a exaustão que, já então, era visível no rosto dos colegas. Quinze dias depois, o cenário não é muito melhor.

LEIA AQUI TUDO SOBRE O NOVO CORONAVÍRUS

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de