Nova espécie de enguia elétrica descoberta no Amazonas é a mais poderosa do mundo

A Electrophorus voltai é capaz de produzir choques de 860 volts, o equivalente a oito vezes a voltagem de uma tomada elétrica.

Foram descobertas duas novas espécies de enguias elétricas na bacia do rio Amazonas, em plena Amazónia, no Brasil. Uma delas, a Electrophorus voltai revelou ser capaz de infligir a descarga mais potente do mundo: Dá choques de 860 volts, o equivalente a oito vezes o choque de uma tomada.

Os investigadores do Museu Nacional de História Natural do instituto Smithsonian, em parceria com biólogos brasileiros, recolheram 107 amostras para tentar provar que o rio Amazonas era povoado por mais do que uma espécie de enguias elétricas. A análise do ADN revelou a presença de duas outras espécies.

À já conhecida Electrophorus electricus juntaram-se a Electrophorus varii e a Electrophorus voltai. A última é capaz de produzir um choque com 860 volts como autodefesa ou para caçar, muito superior ao valor de recorde de 650 volts registado nesta espécie, o que a torna "o gerador de bioeletricidade mais forte do mundo".

A investigação publicada esta terça-feira na revista científica Nature Communications sugere ainda que estas três espécies de enguias evoluíram a partir de um antepassado comum há milhões de anos.

"Apesar do impacto da presença humana na floresta amazónica nos últimos 50 anos ainda conseguimos descobrir grandes peixes como duas novas espécies de enguias elétricas, destaca o zoologista David de Santana. "Há uma enorme quantidade de espécies à espera de ser descobertas na Amazónia.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados