Nova ronda de negociações entre Rússia e Ucrânia já decorre

A criação de corredores humanitários na Ucrânia será um dos assuntos em agenda nas conversações desta tarde.

Arrancaram, ao início desta tarde, as negociações entre as delegações ucraniana e russa, na região de Brest, na fronteira entre a Bielorrússia e a Polónia, ao oitavo dia da invasão russa, com a delegação ucraniana a chegar ao local das conversações de helicóptero, de acordo com a agência de notícias russa TASS.

"Começamos a discutir com os representantes russos. Os pontos-chave da agenda são um cessar-fogo, um armistício e os corredores humanitários para a retirada de civis das cidades e povoados destruídos, ou bombardeados de maneira constante", anunciou Mikhailo Podoliak, conselheiro da Presidência ucraniana, citado pela agência AFP.

David Arakhamia, negociador ucraniano que participa nas conversações com a Rússia, tinha já revelado que a criação de corredores para ajuda humanitária seria um dos assuntos em agenda, esta quinta-feira.

A Rússia lançou na madrugada de há uma semana uma ofensiva militar com três frentes na Ucrânia, com forças terrestres e bombardeamentos em várias cidades.

O Presidente russo, Vladimir Putin, justificou a "operação militar especial" na Ucrânia com a necessidade de desmilitarizar o país vizinho, afirmando ser a única maneira de a Rússia se defender e garantindo que a ofensiva durará o tempo necessário.

O ataque foi condenado pela generalidade da comunidade internacional, e a União Europeia e os Estados Unidos, entre outros, responderam com o envio de armas e munições para a Ucrânia e o reforço de sanções económicas para isolar ainda mais Moscovo.

ACOMPANHE AQUI TUDO SOBRE O CONFLITO ENTRE A RÚSSIA E A UCRÂNIA

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de