Número recorde de candidatos portugueses nas eleições locais britânicas

Em Inglaterra, vão ser disputados 4.360 postos em 146 autarquias, na Escócia serão 1.227 assentos em 32 localidades e no País de Gales vão a votos 1.200 lugares em 22 municípios.

Pelo menos nove portugueses são candidatos às eleições locais britânicas de 5 de maio, o maior número de sempre, refletindo um crescente interesse na participação política dos emigrantes e lusodescendentes, o que foi saudado pelo Governo português.

"Um dos fatores mais determinantes para o sucesso da integração dos portugueses na sociedade é a participação política. Quando esse envolvimento acontece, significa que há uma integração plena. E, portanto, eu vejo isso como um fator muito positivo", afirmou à Agência Lusa o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, Paulo Cafôfo.

O político madeirense disse esperar que continue a existir "uma evolução muito grande relativamente aos portugueses e portuguesas que querem participar na vida política" e que "é necessário incentivar [para] que isso possa acontecer em próximas eleições".

Diogo Costa, de 23 anos, o mais jovem candidato a vereador na Câmara Municipal [Council] de Lambeth, no sul de Londres, é candidato pela primeira vez pela circunscrição [ward] de Oval.

Também em Lambeth e pelo 'Labour' concorre Sarina da Silva, 41 anos, na circunscrição de Waterloo e South Bank, uma estreante na política.

Sofia de Sousa, de 32 anos, é candidata pela segunda vez pelo Partido Conservador na circunscrição de Blackwall & Cubitt Town, na Câmara de Tower Hamlets, no este de Londres, onde falhou a eleição há quatro anos atrás.

A lusodescendente Lucia das Neves vai tentar a reeleição pelo 'Labour' na Câmara Municipal de Haringey, no norte da capital britânica, pela circunscrição de Woodside Ward.

Fora da capital, Januário Gusmão e Diogo Rodrigues, de 32 anos, são candidatos pelo Partido Conservador pela Câmara Municipal de Bridgwater, em Sommerset, no sudoeste de Inglaterra, pelas circunscrições de Eastover e Bridgwater East & Bawdrip, respectivamente.

Rodrigues, que já foi Mayor na vila em 2018, o primeiro português a assumir tal cargo no Reino Unido, é o também mais experiente autarca de origem portuguesa, acumulando sete anos em funções.

Tiago Corais, de 43 anos, reeleito no ano passado vereador [city councillor] pela localidade de Littlemore, nos arredores de Oxford, volta a concorrer este ano devido à restruturação das circunscrições eleitorais, desta vez para um mandato de quatro anos.

No País de Gales, a conselheira das Comunidades Portuguesas, Iolanda Banu Viegas, de 48 anos, é novamente candidata na vila de Wrexham pelo partido nacionalista galês Plaid Cymru, desta vez na circunscrição de Erddig, após uma tentativa sem sucesso em 2017.

Na Escócia, pela primeira existe uma candidata portuguesa, Martha Mattos Costa, 44 anos, que concorre pelo Partido Nacional Escocês (SNP) na área de Liberton/Gilmerton, em Edimburgo.

Em Inglaterra, vão ser disputados 4.360 postos em 146 autarquias, na Escócia serão 1.227 assentos em 32 localidades e no País de Gales vão a votos 1.200 lugares em 22 municípios.

As eleições locais em Inglaterra realizam-se quase todos os anos, mas em diferentes autarquias ou circunscrições.

Como vereadora continua em funções Carla Barreto, de 43 anos, eleita em 2019 como autarca independente na vila de Thetford, este de Inglaterra, tendo mais um ano de mandato.

Estima-se que a comunidade portuguesa no Reino Unido ronde as 400 mil pessoas, sendo a quarta maior europeia, atrás da Polónia, Roménia e Itália.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de