OMS vai dar um novo nome "não discriminatório" à varíola dos macacos

Grupo de cientistas alerta para a indevida associação do vírus monkeypox a países africanos.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) está a trabalhar com um grupo de peritos para definir um novo nome para a varíola dos macacos (monkeypox), avança a BBC.

Isto depois de 30 cientistas, incluindo quatro portugueses do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), terem publicado um artigo conjunto onde alertam para a "necessidade urgente" de encontrar um "nome não discriminatório e não estigmatizante" para o vírus e a doença que provoca.

"No contexto do atual surto global, a referência contínua e a nomenclatura deste vírus sendo africano não é apenas imprecisa, mas também discriminatória e estigmatizante. A manifestação mais óbvia disso é o uso de fotos de pacientes africanos para retratar as lesões da varíola nos media. Recentemente, a Associação de Imprensa Estrangeira da África emitiu um comunicado pedindo aos media que parasse de usar imagens de africanos para destacar o surto na Europa."

Nesse sentido, apelam, é preciso encontrar "um sistema de nomenclatura prático e neutro" que permita "uma comunicação eficiente sem o risco de mais equívocos, discriminação e estigmatização".

Com mais de 1.600 casos confirmados em 32 países, a OMS vai ainda avaliar na próxima semana se o surto de monkeypox representa uma emergência internacional de saúde pública.

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, decidiu convocar o Comité de Emergência da organização pelo facto de o vírus "estar a comportar-se de uma forma incomum", pelo crescente número de países com casos confirmados de infeção e ainda pela necessidade de uma resposta coordenada, tendo em conta a dispersão geográfica que a doença regista atualmente.

Esta é a sexta vez que o Comité de Emergência da OMS se reúne para avaliar o risco de uma doença. No passado, o mesmo alerta foi motivado pela Covid-19, zika, ébola, pólio e gripe suína.

ACOMPANHE AQUI TUDO SOBRE A VARÍOLA DOS MACACOS

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de