Oposicionista Lioubov Sobol colocada na lista de pessoas procuradas na Rússia

Sobol, de 34 anos, é procurada pelas autoridades no quadro de um "processo criminal" mas não são adiantados os factos concretos do caso no portal oficial do Ministério russo do Interior.

O nome de Lioubov Sobol, aliada do oposicionista russo Alexei Navalny, foi colocado na lista de pessoas procuradas pelas autoridades de Moscovo, tornando-se em mais um exemplo da repressão que atinge a oposição política da Rússia.

Uma nota publicada esta quinta-feira no portal oficial do Ministério russo do Interior indica que Sobol, 34 anos, é procurada pelas autoridades no quadro de um "processo criminal" mas não precisa os factos concretos do caso.

Figura de topo da oposição russa, a advogada Lioubov Sobol participou nos últimos anos em várias ações de protesto e manifestações de apoio a Alexei Navalny, o dirigente da oposição preso na Rússia desde o passado mês de janeiro.

As autoridades russas aumentaram a pressão contra os aliados e as organizações fundadas por Navalny e que foram declaradas "extremistas", no passado mês de junho.

Os membros das organizações perseguidas e os aliados de Navalny foram impedidos de se candidatarem às eleições legislativas na Rússia, em setembro.

Paralelamente, vários elementos do movimento de Alexey Navalny abandonaram o país para evitarem ser presos.

Aparentemente, Lioubov Sobol não se encontra na Rússia, mas desconhece-se o paradeiro da oposicionista.

Outros dois aliados de Navalny - Leonid Volkov e Ivan Jdnavo - foram também colocados na lista de pessoas procuradas na Rússia e podem vir a ser condenados a penas de prisão caso venham a ser julgados.

Em agosto de 2020, Alexei Navalny foi vítima de envenenamento tendo passado cinco meses em convalescença na Alemanha.

A prisão de Navalny provocou uma vaga de indignação no Ocidentes.

Na quarta-feira, o Parlamento Europeu distinguiu Alexei Navalny com o prémio Shakarov pela defesa da liberdade de pensamento.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de