Opositor russo Alexei Navalny vence o Prémio Sakharov 2021

Entre o leque de finalistas ao prémio, encontravam-se, além de Navalny, a ex-presidente interina da Bolívia Jeanine Áñez e um grupo de mulheres afegãs.

O Prémio Sakharov 2021 foi atribuído, esta quarta-feira, ao líder da oposição russo Alexei Navalny. A informação foi inicialmente avançada pelo grupo do Partido Popular Europeu (PPE), nas redes sociais. A distinção com o prémio, que celebra a Liberdade de Pensamento, é feita pelo Parlamento Europeu, que anunciou o nome do vencedor momentos depois.

Entre o leque de finalistas ao prémio, encontravam-se, além de Navalny, a ex-presidente interina da Bolívia Jeanine Áñez e um grupo de mulheres afegãs ativistas. Os finalistas foram escolhidos por votação conjunta dos membros das comissões parlamentares dos Negócios Estrangeiros e do Desenvolvimento no Parlamento Europeu.

O político russo da oposição e ativista anticorrupção Alexei Navalny tinha sido nomeado para o prémio pelo Partido Popular Europeu e pelos liberais do Renew Europe, "pela sua coragem na luta pela liberdade, democracia e direitos humanos".

Navalny, opositor político do presidente Vladimir Putin, foi envenenado, em agosto de 2020, durante uma viagem à Sibéria. Regressado a Moscovo em janeiro, foi detido e condenado, um mês depois, a uma pena de prisão de dois anos e meio, que cumpre numa prisão de alta segurança. Em abril, entrou numa greve de greve de fome de 23 dias, para protestar contra a falta de cuidados médicos. Em junho, um tribunal russo proibiu o funcionamento dos escritórios regionais de Navalny e da sua Fundação Anticorrupção.

Navalny é conhecido pelo seu 'blog' Livejournal, no Youtube e no Twitter, onde tem milhões de seguidores e destacou-se internacionalmente ao organizar manifestações, concorrer a um cargo político e defender reformas contra a corrupção na Rússia, visando Putin e o seu governo.

Em 2020, o prémio Sakharov para a Liberdade de Pensamento foi atribuído à oposição democrática na Bielorrússia.

Entregue pela primeira vez em 1988 a Nelson Mandela e Anatoli Marchenko, o galardão é um tributo prestado pela União Europeia ao trabalho desenvolvido em prol dos direitos humanos.

O Parlamento Europeu entrega o Prémio Sakharov, no valor de 50.000 euros, numa cerimónia solene que se realiza a 15 de dezembro, em Estrasburgo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de